Roda de Fevereiro - Kieslowski & Gabriel Garcia Maquez




Discutimos esse mês o conto "Maria dos Prazeres" (Gabriel Garcia Marquez) e o filme "A Fraternidade é Vermelha" (último filme da trilogia das cores de Kieslowski)


Comentários da Roda:


"A água está presente tanto no conto quanto no filme."


"Ela lava a alma e pontua o momento de transição."



"Kieslowski vai despetalando aos poucos os personagens até chegar na essência de cada um."


"O motorista era a morte. Ele chegou para levar a protagonista para um outro mundo." (sobre o conto "Maria dos Prazeres")



"Setenta e seis anos. E daí?!" (sobre o conto "Maria dos Prazeres")


"Quem falou que ela não pode ser desejada com essa idade?"


"Ela tinha olhos de serpente, estava viva, poderia muito bem ser desejada." (sobre o conto "Maria dos Prazeres")


"GGM sempre nos deixa algo para que nos questione."



"A cadela dá à luz há sete filhotinhos e no naufrágio restam sete sobreviventes aos quais nos reconhecemos."


"Os personagens do filme e conto são muito solitários. Tendo como companhia somente um cão, que se torna um elo de ligação com o mundo externo."


"Ensina o cão a ir e vir do cemitério para que ele chore por ela."




"Os mundos se cruzam mas não se encontram. Somente no final é que os destinos se fundem. E o futuro se altera."


"Mundos que se cruzam em função dos acasos. Acasos que mudam radicalmente a trajetória das pessoas."




"Solidão muitas vezes abre portas para que o tempo passa transcorrer sem sentido. Povoamos nossas vidas com pessoas que não nos acrescentam."


"A vida é um naufrágio. Estamos sempre sobrevivendo a ela."







18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo