top of page

26/10/23- Ciranda de Encerramento do Livro "O Amor nos Tempos do Cólera" de Gabriel García Márquez

Atualizado: 31 de out. de 2023

Realização: A Casa Frida & Confraria das Lagartixas



Sexta Parte da Leitura do Livro "O Amor nos Tempos do Cólera" de Gabriel García Márques


Como acompanhar a nossa ciranda com a leitura


Parágrafo Inicial:


“Fermina Daza não podia imaginar que aquela carta sua, instigada por uma raiva cega, pudesse ser interpretado por Florentino Ariza como uma carta de amor.”

(Na Record, tradução de Antônio Callado, inicia na página 344)


Até o final do livro.

O Amor nos Tempos do Coléra - Sexta Parte
.pdf
Download PDF • 63.07MB



Para nossa próxima travessia literária, estipulamos o valor mínimo de R$ 20 por encontro, como forma de contribuição simbólica. Para cobrir custos com marketing e divulgação, aluguel da sala digital, além da curadoria da Confraria das Lagartixas e da A Casa Frida.



 

Filme | O Amor nos Tempos do Cólera (Mike Newell) - Completo




 



Ouça a Playlist, clicando aqui.

por Ana Cristina Cunha


---


Contribuição espontânea de Leila Vianna, sobre "O Amor nos Tempos do Cólera" de Gabriel García Márquez.




Claudia, Carla e colegas! Quantas emoções vivemos em nossa viagem pelo "Amor nos Tempos do Cólera"! Quantas conexões essa obra magnígica nos permitiu com os meandros da nossa subjetividade, tanto mais pelo compartilhamento das nossas descobertas no seio amoroso deste grupo!


O estilo sofisticado de Gabriel Garcia Marques permitiu a façanha de nos mantermos conectadas às mais de 400 páginas do livro ,vivendo a história de de amor dos dois protagonistas: Fermina Daza e Florentino Ariza desde sua juventude até sua maturidade. Vamos sentir muitas saudades dessas personagens com as quais convivemos; como esquecer do amor inquebrantável e das bizarrices de Florentino Ariza ? Da altivez e capazidade de enfrentamento de Fermina Daza? Das muitas amantes de Florentino Ariza e das diversas situações inusitadas que envolveram o amor vivido com elas?Tantas personagens magistralmente descritas com perfis psicológicos consistentes e personalidades deslumbrantes se fizeram acompanhar por cenários deslumbrantes e vivências sensoriais de cores, sons, sabores aromas e texturas que de tão vívidas nos estimulavam os sentidos.


O Rio Madalena compareceu como personagem central do romance em torno do qual foram reconhecidas tanto as mudanças dos tempos devidas aos progressos da navegação e dos meios de comunicação , quanto aquelas causadas pela exploração voraz da Natureza como a devastação das matas e o extermínio dos animais nativos: peixes boi, jacarés, macacos ,pássaros e borboletas.


Torna-se visível do início ao fim da Obra a presença do Cólera, outra personagem central, materializada pelos cadáveres que passam boiando pelo Rio.


O autor reserva ainda ao Rio Madalena um posto de glória ao abrigar no final da história a concretização do amor de Fermina Daza e Florentino Ariza, abrigando-os em uma viagem de navio que vai navegar para sempre em suas águas a salvo das perturbações mortais da hipocrisia, do preconceito, da realidade indesejável, gasta e carente de sentido que é representada como a própria morte.


O romance termina assim com a vitória do Amor sobre todas as coisas a reinar e navegar absoluto por este RIO, metáfora da vida.


Destaco um pequeno trecho, entre tantos que me tocaram, no qual Florentino está pensando em como dirigir o tema de sua escrita para que envolva definitivamente sua arisca Fermina. Está no final do segundo parágrafo da pág 362." Tinha que ser uma ilusão destinada, capaz de lhe dar coragem de jogar no lixo os preconceitos de uma classe que não tinha sido a sua original, mas acabara per ser mais que de outra qualquer. Tinha que ensiná-la a pensar no amor como um estado de graça que não era meio para nada, e sim a origem e fim em si mesmo."


---


Contribuição espontânea de Ana Dagnino, sobre "O Amor nos Tempos do Cólera" de Gabriel García Márquez.



As cartas perfumadas com pétalas de rosas entre as folhas desencadearam e pontuaram o amor de Florentino Ariza por Fermina Daza, apaixonado na adolescência "e sempre", depois tímido e clandestino até se tornar sexual ao encontrar os amantes septuagenários : o idílio dura muitas cartas.


Adoro a leitura compartilhada, o estímulo da nossa querida Claudia, o momento de descontração , a descoberta de novos autores e de detalhes da obra, além da convivência com gente inteligente de diferentes pontos de vista. Vivendo e aprendendo sempre.


---


Contribuição espontânea de Ana Cristina Cunha da Costa e Silva, sobre "O Amor nos Tempos do Cólera" de Gabriel García Márquez.

Envolvida ainda pela história maravilhosa, no silêncio do capítulo final e no aconchego da querida Ciranda, fecho o livro, já com saudade, e penso:


- Aceitar a aparente e mágica imperfeição da vida com sabedoria, arte e heroísmo!


Seguir através dos caminhos desse grande amor - Florentino e Fermina - que atravessa o tempo rumo `a eternidade pelo rio da vida e suas águas, ora tranquilas e serenas, ora turbulentas, incompreensíveis e por vezes ,violentas.


...Inesperadas... como o grito de um louro, no alto da mangueira, em sua sentença fatal: morte ao elegante, inteligente doutor, precursor da saúde pública, mecenas das artes, que cai por terra ... com seus "olhos luminosos e agradecidos, tristes"...


E eis revelado o plano secreto do Universo, que após décadas, abre as portas para que o amor nos tempos de cólera navegue ... por "toda a vida!"


Assim, em suas últimas páginas, este grande Gabriel, que toca em profundidade almas e o corações, reflete conosco:


" Era como se tivessem saltado o árduo calvário da vida conjugal, e tivessem ido sem rodeios ao grão do amor.


Deixavam passar o tempo como dois velhos esposos escaldados pela vida, para lá das armadilhas da paixão, para lá das troças brutais das ilusões e da miragem dos desenganos: para lá do amor.


Pois tinham vivido juntos o suficiente para perceber que o amor em qualquer tempo e em qualquer parte, mas tanto mais denso ficava quanto mais perto da morte"



---


Quando?

26/10/23 - Ciranda de Leitura | EP.06


Roda de conversa on-line: das 19h30 às 21h

Onde?

Na sua casa através do aplicativo ZOOM - Baixar agora! - (Play Store) - (Apple Store)


---


Para participar, basta cadastrar o seu melhor e-mail em nosso site.

O link de acesso à sala ZOOM será enviado às 08h no dia do evento, além das atualizações das próximas rodas de conversa e cirandas de leitura.


Você também poderá obter o link através do nosso grupo no Telegram.




Siga a Confraria das Lagartixas nas redes sociais.






---


Perdeu alguma de nossas rodas de conversa? Assista as gravações em nosso canal no YouTube.




---


Em parceria com:





Apoio:










Gostou do nosso conteúdo?

Deixe o seu comentário neste post.

309 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page