15/10/22 - "A Filha Perdida" e "As Crianças Ficam" - Maggie Gyllenhaal e Alice Munro

Atualizado: há 1 dia


A Confraria das Lagartixas, em parceria com o IVOC - Instituto Vencer o Câncer, promove o Ciclo da Infância aliado ao Outubro Rosa.


O Farabbud que completa 20 anos de história este ano, se une à causa disponibilizando seus produtos para arrecadar fundos que serão revertidos ao IVOC.


Doe. Se Doe e salve vidas.

PIX 23123163/0001-67


Banco Bradesco Ag. 3114 CC . 397748-0 CNPJ 23123163/0001-67


Para doar, faça um Pix ou uma transferência e escolha uma das opções para receber seu voucher.

Clique no botão abaixo e envie o seu comprovante.




Voucher Chocolamour Mama Rosa | Doe R$ 30.


Voucher 2 por 1 Drink | Doe R$ 40.


Voucher 2 por 1 Prato | Doe R$ 65.


Vamos nos unir e levantar fundos para uma causa muito séria - o diagnóstico e o tratamento do câncer por meio do IVOC, que busca alertar a população quanto aos fatores de risco, prevenção e diagnóstico precoce, além de informar e apoiar o paciente, familiares e amigos diante do diagnóstico de câncer, empoderando as pessoas envolvidas para que o tratamento seja conduzido considerando a saúde integral até, finalmente, Vencer o Câncer.



 

Filme | "A Filha Perdida" de Maggie Gyllenhaal


As férias pacatas de uma mulher mudam de rumo quando sua obsessão por uma jovem mãe hospedada nas proximidades traz à tona antigas lembranças.




Trailer


 


Conto | "As Crianças Ficam" de Alice Munro, do livro O Amor de Uma Boa Mulher


Uma jovem mãe decide abandonar tudo para ficar com o amante, o diretor de uma montagem teatral amadora. Em um dia de chuva, ela caminha sozinha pensando nos efeitos de sua escolha, principalmente o fato de que não poderá ficar com as duas filhas pequenas - uma dor aguda que ela entende que se tornará crônica com o tempo, significando que "será permanente, mas talvez não constante", que "não a sentirá a cada minuto, mas não passará muitos dias sem senti-la".

Em "As Crianças Ficam" uma mulher abre mão dos filhos para trilhar seu próprio caminho. Poderá haver, a partir deste dia, algum alívio ou um improvável perdão das filhas para essa mulher?


Para baixar o conto e ler na íntegra, clique no ícone/botão abaixo.


OPÇÃO 1 (Site)

As Crianças Ficam - MUNRO, Alice
.pdf
Download PDF • 2.23MB

OPÇÃO 2 (Google Drive)




 

Alice Munro e Maggie Gyllenhaal nos abordam com o indizível e despertam nosso interesse pelas atitudes ousadas de seus personagens. Desse modo, a Prêmio Nobel e a recém-diretora, abrem portas para que mais mulheres, escritoras, diretoras e atrizes, retratem aspectos reais da feminilidade não como papel social, mas como resistência e força.


Leda e o Cisne | Leonardo da Vinci


Conto e filme nos impulsionam para dentro da intimidade da narrativa do outro, convidando-nos a olhar para nossos próprios tabus e preceitos intocáveis para, então, sair da zona de conforto. São histórias intimistas, ao mesmo tempo delicadas e sem meias palavras, dando-nos a oportunidade de mexer nas convenções coletivas em prol da individualidade de cada um.


Leda e o Cisne | Michelangelo Buonarroti


Alice Munro e Maggie Gyllenhaal nos inquietam com o lado obscuro e intrigante do feminino, porque causam um estranho mal estar ao desconstruir a imagem perfeita da mãe e a condição angelical da criança.


Leda Atômica | Salvador Dali


Para muitas mulheres, ser mãe faz parte do pacote da existência. Para sentir-se completa e realizada só é possível vivendo esse papel social, pessoal, familiar da maternidade. Mas, para outras, é um fardo, uma imposição ao casamento, um tabu intocável que sufoca e faz a vida maternal ser um grande teatro. Viver esse papel feminino da doação do corpo, do tempo, da mente, da disponibilidade, da profissão para pertencer e ser aceita torna-se uma prisão.


Leda e o Cisne | Tela atribuída a François Boucher


A Maternidade é uma escolha ou uma obrigação?


Um filho seria a realização máxima de ser mulher?


Por que as mulheres devem arcar sozinhas com a responsabilidade da criação dos filhos?


Quem "deseja" como Madame Bovary, ou "chega às vias de fato" como Anna Karenina - que se separa dos filhos para viver um grande amor, merece perdão?


Não querer estar na presença dos filhos é pecado?


Existe absolvição?


Quem seria a filha perdida?




 


Quando?

15/10/2022

Roda de conversa on-line: das 16h às 18h

Onde?

Na sua casa através do aplicativo ZOOM - Baixar agora! - (Play Store) - (Apple Store)


 

Para receber o acesso a sala ZOOM cadastre seu e-mail em nosso site, o link será enviado para o e-mail cadastrado às 08h no dia do evento.


Você também poderá obter o link através do nosso grupo no Telegram.




Siga a Confraria das Lagartixas nas redes sociais.






Perdeu alguma de nossas rodas de conversa? Assista as gravações em nosso canal no YouTube.




 

Participação Especial:





Apoio:







133 visualizações0 comentário